Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

05/07/2022 09h45

Vereadores buscam informações no Hospital Margarida sobre funcionamento da unidade

Vereadores buscam informações no Hospital Margarida sobre funcionamento da unidade

Compartilhe

Nessa segunda-feira, 4, os vereadores da Câmara de João Monlevade estiveram no Hospital Margarida para buscar informações sobre a unidade de Saúde. Participaram da reunião o presidente da Casa, Gustavo Maciel (Podemos), e os vereadores Belmar Diniz (PT), Pastor Lieberth (DEM), Rael Alves (PSDB), Leles Pontes (PRB), Thiago Titó (PDT), Marquinho Dornelas (PDT), e a assessora do vereador Revetrie Teixeira (MDB), Adriane Fuscaldi. Eles foram recebidos pelo provedor do HM, José Alberto Grijó, consultor financeiro Ricardo Torres, o advogado Felipe Ivens e os membros da diretoria da Unidade: vice-presidente Carlos Alberto Nepomuceno, secretário Sérgio Márcio Coura e 2º secretário Tarcísio Bicalho.

Inicialmente, Ricardo Torres informou que o Hospital Margarida contratou uma empresa de Auditoria Externa para analisar as contas da unidade e que no relatório, emitido pela empresa, não foi apontado nenhuma irregularidade. "Os documentos estão disponíveis no HM e podem ser consultados por todos os vereadores. Somos uma instituição privada e recebemos também recursos públicos e é nossa obrigação prestar contas para a comunidade", explicou.

Questionado a respeito da diferença de salários entre médicos do Hospital, Ricardo Torres explicou que os valores são estabelecidos conforme os plantões durante os dias da semana ou finais de semana. Ele ainda destacou que em alguns casos os profissionais recebem, além do plantão, um valor por produtividade.

Outro questionamento esclarecido pelo advogado Felipe Ivens foi em relação ao valor pago para que a unidade tenha atendimento de neurologista. Segundo ele, a Resolução da Secretaria de Saúde do Estado nº. 7521, que estabelece as diretrizes para a organização do Programa Rede - Resposta de Urgência e Emergência - prevê que as Unidades de Saúde podem utilizar o serviço de telemedicina para algumas especialidades. Assim, o médico clínico faz o atendimento, solicita os exames e encaminha para o médico especialista, que analisa o material e prescreve o diagnóstico e tratamento.

Felipe também explicou que o Hospital possui um contrato com uma empresa especializada que oferece o serviço, disponibilizando uma equipe de médicos 24h para atendimento. "O valor é bem menor do que manter um médico plantonista, sem contar que há dificuldade em encontrar médicos especialistas para atender na cidade".
O Conselheiro, Carlos Nepomuceno, ainda endossou que a medida beneficia a população, uma vez que as transferências para Belo Horizonte só são feitas apenas nos casos que o paciente já está diagnosticado e com a necessidade de atendimento especializado.

Os representantes do Hospital enfatizaram que a Casa de Saúde está aberta para quaisquer esclarecimentos e que trabalham para melhor atender a população.

-------
Mark Júnior Vieira Santiago
Supervisor Técnico de Redação - Assessoria de Comunicação

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus