Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

09/04/2020 16h51

Eleições 2020 - corrida começou com novidades em Rio Piracicaba

Eleições 2020 - corrida começou com novidades em Rio Piracicaba

Compartilhe
Apesar das dúvidas quanto a data e ou mesmo a realização do pleito ainda esse ano, pré-candidatos começam a assumir suas posições
Muitas novidades, alguns já conhecidos e testados pelo eleitor e outros repetindo o pleito na tentativa de ocupar a cadeira do executivo municipal rio piracicabense – esse é o quadro que vem sendo pintado desde meados do mês de março, antes do início do isolamento social devido à pandemia de corona vírus. 
O caminho ficou aberto após a desistência do vice-prefeito atual, Sebastião Torres Bueno – Tatá do Caxambu, que vem ocupando o cargo de prefeito desde meados do ano passado, de concorrer a reeleição.
Tatá estava praticamente com as eleições dominadas diante a aprovação popular que vem tendo e os números apresentados pelas pesquisas de opinião apontando diferença gritante diante várias projeções com diversos nomes. 
Com Tatá fora do páreo, alegando motivos pessoais, o pleito ficou literalmente escancarado, abrindo oportunidade para vários grupos e até candidaturas individuais, garantido opções variadas ao eleitor.
Nomes já testados como médico Gentil Alves Costa, que esteve à frente do executivo durante dois mandatos – 8 anos - e do professor Willian Anastácio de Figueiredo que foi candidato nas últimas eleições pelo PT, já se encontram no páreo. Na ocasião o professor Willian, que veio com Antônio Guedes de vice, conquistou 3822 votos, contra 5.132 obtidos por Antônio Cota, vencedor do pleito e que trouxe Tatá de Caxambu como seu vice.
Outros nomes, como Alvício Bibiano Tikinho, que já testou seu nome nas urnas, concorrendo a vereador em 2016, obtendo expressiva votação com 394 votos, mas por questões de legenda não conseguiu uma vaga no legislativo, já lançou seu nome como pré-candidato.
O vereador Tarcísio Bertoldo, novato no legislativo rio piracicabense e ex-presidente da Casa, também colocou seu nome como pré-candidato a prefeito, assim como o então vice do professor Willian, Antônio Guedes.
Novidade
Entretanto, a novidade mesmo ficou por conta do Secretário Municipal de Meio Ambiente e Coordenador da Defesa Civil da cidade, Augusto Henrique da Silva, o Guto, que surpreendeu a cidade lançando seu nome como pré-candidato a prefeito em uma candidatura independente.
Guto conquistou a simpatia dos moradores e de visitantes ao transformar literalmente o visual da cidade, não só reformando e reconstruindo praças e jardins, mas como também criando novos espaços na cidade – como a travessa da Estação – um novo cartão postal da cidade.
Outro trabalho em que o engenheiro ambiental se destacou foi frente à Defesa Civil, cobrando exaustivamente, aliado aos veículos de comunicação da cidade, a realização do “Simulado” para “Emergência de Barragem”, realizado no ano passado pela Vale e ainda mostrou muita organização e planejamento ao lidar com as enchentes do início desse ano que causou muito transtorno em todo estado e principalmente na Bacia do Rio Piracicaba. 
Mais nomes
Mas a população terá muito mais opções, pelo menos nesse primeiro momento, quando vários nomes estão sendo colocados para apreciação do eleitorado, principalmente nas inúmeras pesquisas que circulam pela cidade.
Nomes como do empresário Leon da Farmácia Padre Pinto, que já foi candidato a prefeito em pelo menos duas vezes e do vereador, produtor rural e empresário José Ronaldo e até o nome do presidente da Aciarp, o empresário Afonso (Associação Comercial) veio à tona nesses últimos dias.
Segundo informações um outro grupo estaria sendo formado de olho no executivo, que estaria sendo encabeçado pelos vereadores José Ronaldo e Tayrone Guimarães, atual presidente da Câmara Municipal.
Fizemos contato com o vereador Tayrone, mas até o fechamento dessa matéria ele não havia retornado.
Eleições 2020
Apesar do TSE manter o calendário eleitoral desse ano inalterado até o momento, diante a pandemia que assola o mundo, muitos juristas acreditam ser inviável e até impossível seguir com essa normalidade.
No congresso já existem inúmeras posições sobre o assunto. Alguns senadores discutem apresentar PEC´s passando as eleições municipais para 2022, reunindo todas as eleições numa Eleições Gerais – onde se votaria em todos os cargos do pais, ou mesmo passando as eleições para 2021, mas a ideia mais provável, até o momento, seria transferir as eleições para dezembro.
Tudo isso vai depender do desenvolvimento da pandemia no Brasil.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus