Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

15/06/2016 08h34

Traficante que se passava por mendigo é preso

Traficante que se passava por mendigo é preso

Compartilhe

João Monlevade – A Polícia Civil apresentou na tarde de segunda-feira (13) Hélio Ribeiro da Penha, 37, conhecido como Indinho, suspeito de ser o líder do tráfico de drogas na Região Nordeste de Belo Horizonte.

O acusado era procurado em dois estados do Brasil e teria fugido de um presídio de São Paulo. Ele conseguia escapar da polícia porque se passava por mendigo e pedreiro e usava nome falso para despistar. No entanto, ele foi preso no último dia 7 fingindo trabalhar em uma obra, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais.

As investigações apontam que Hélio estava preso em uma a penitenciária de segurança máxima em São Paulo em 2012 depois do envolvimento em roubos a banco no estado e em Santa Catarina. O homem cumpria regime fechado, mas conseguiu fugir. A polícia indica que o suspeito possuía mais de 30 pontos de venda de drogas e liderava o tráfico nos bairros Beira-Linha, Belmonte, Conjunto Paulo VI e Ribeiro de Abreu, na Região Nordeste da capital, além de outros pontos em Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce, e em João Monlevade.

Ainda de acordo com a polícia, ele tinha um mandado de prisão em aberto em Minas e São Paulo e é investigado por mais de cinco assassinatos na capital mineira. “Ele era o líder do tráfico de drogas em vários bairros da Região Nordeste (de Belo Horizonte) e também abastecia um ponto de venda de drogas em Coronel Fabriciano e João Monlevade. É um homem perigoso, por isso a importância da captura dele pela Polícia Civil de Minas Gerais”, afirmou o delegado responsável pelo caso, Rodolfo Rabelo.

O suspeito teria confessado que ele conseguiu fugir mais de 15 vezes de tentativas de prisão feitas pela Polícia Militar em Minas. Hélio é suspeito de atuar com Marcelo Tadeu Pereira da Silva, 33, conhecido como Dupel, preso desde 2013 e suspeito de diversos crimes, dentre eles roubo, homicídio, tráfico de drogas, receptação e formação de quadrilha. Marcelo já foi preso em Minas Gerais, Espírito Santo e Santa Catarina.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus