Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

15/10/2015 15h37

Moradores interditam BR-381 em protesto por mais segurança

Compartilhe

A BR-381 ficou fechada por quase 2h, na noite desta quarta-feira (14), em João Monlevade, por causa de um protesto de moradores do Bairro ABM. Cerca de 50 manifestantes atearam fogo em pneus e pedaços de madeira e só liberaram a rodovia, após um acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). As duas pistas da rodovia foram fechadas e provocou congestionamentos nos dois sentidos.

A manifestação foi motivada depois que o morador, identificado como Humberto Augusto, morreu após ser atropelado ao descer de um ônibus do transporte coletivo municipal, no km 355 e caminhar às margens da rodovia. Ele foi atingido por um veículo que era conduzido, segundo informações, por um motorista que estava sob efeito de álcool. O condutor, que não teve o nome revelado, recebeu voz de prisão em flagrante.

O acidente ocorreu na sexta-feira ,9, e a vítima foi socorrida ao Hospital Margarida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na noite de segunda-feira (12).

Segundo a moradora Tânia Maria Quaresma, eles pedem melhorias no trecho e exigem que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), construa uma passarela no local. “Os carros passam em alta velocidade, porque os quebra-molas já não estão funcionando como deveriam. Eles estão abaixando e os motoristas aproveitam e passam voando aqui. Queremos que as autoridades tomem uma providência e façam alguma coisa pra acabar com as mortes. Que seja colocado aqui um radar eletrônico para que os carros passem a 40 ou 20 km/h, porque quebra-molas eles não respeitam mais. Nem sei se uma passarela vai resolver o problema. Os acidentes ocorrem mais lá em cima, perto da entrada para o Bairro Vera Cruz”, disse a moradora que garante, que se caso as reivindicações não sejam atendidas, novos protestos vão acontecer no local.

Por volta das 21h os moradores decidiram liberar a rodovia, depois que a PRF se comprometeu em intermediar as negociações, através do inspetor Francisco Soares, chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, com o Dnit.

Foi feito um Boletim de Ocorrências com todas as reivindicações dos moradores e uma reunião foi marcada, para a manhã desta quinta-feira na sede da associação de moradores do bairro, com o inspetor Soares, onde serão repassadas as solicitações deles.

com informações:Bell Silva

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus