Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

27/05/2014 08h41

Após protesto, prefeitura começa atender demanda

Compartilhe
Na última sexta-feira, transeuntes que fazem uso da MG - 123, rodovia estadual que liga Rio Piracicaba / Alvinópolis e Dom Silvério à BR-381 e João Monlevade, foram surpreendidos com a rodovia totalmente fechada.
Desde 5:30 hs do dia 23, populares fecharam a via reivindicando atenção da prefeitura e segundo eles só liberariam a pista diante a presença do prefeito Gentil Alves Costa (PSDB) que não compareceu ao local, fazendo com que a rodovia ficasse fechada o dia inteiro.
A reivindicação é antiga - além de redutores de velocidade existem outras solicitações que a prefeitura vem "empurrando com a barriga" conforme relataram moradores.   Inúmeros acidentes já aconteceram na região com um lamentável saldo de vítima fatais e outras com marcas permanentes.
Além dos redutores, ou lombadas eletrônicas, os moradores da comunidade de Brumadinho reclama do pouco caso em relação à queda de um barranco em abril quando algumas casas foram atingidas: “Vieram, olharam, tiraram um pouco de terra e largaram de lado. Cansamos de ir à prefeitura cobrar”, disse Bruno Campos, um dos coordenadores do movimento.
A Polícia Militar acompanhou a manifestação de perto e nenhum incidente foi registrado. 
Lanches foram servidos aos manifestantes pela população que apoiou as reivindicações. 
A pista foi liberada às 19:20 hs.
 
Reunião com prefeito
 
Segundo informações dos manifestantes, após o protesto, o Tenente Paulo Moreira de Souza, comandante da PM na cidade, teria chamado alguns representantes no Quartel PM onde se reuniram com o prefeito Gentil Alves Costa (PSDB), ficando acertado uma reunião para o sábado, 24, às 14 horas na prefeitura.
Uma comissão formada por cinco pessoas foi escolhida pelos manifestantes para participar da reunião.
A reivindicação dos redutores é antiga e segundo apurado pelo Bom Dia Online falta apenas empenho político da governo municipal para que esse ponto seja resolvido.
Pela comunidade participaram Bruno Campos, Rubens Júlio, Joelma Aparecida, Sandra Lucas e Graciene Santiago.
Já representando a prefeitura, além do prefeito, participaram o Secretário de Obras César dos Santos, a Secretaária de Desenvolvimento Social Maria Helena Nunes, a Secretária de Saúde Josiane Maria Fraga, o chefe da Divisão de Meio Ambiente e Defesa Civil, Gleydson Aranda e o Assessor Jurídico advogado Filipe Bicalho. 
Durante a reunião, conforme relato, os representantes da comunidade deixaram claro a falta de profissionalismo de algumas áreas da prefeitura e ainda relataram até um “pouco caso” da instituição em relação a serviços e atendimento.
Após a “lavagem de roupa suja”, ficou acordado que a prefeitura estaria fazendo intervenção no local onde houve um deslizamento de terra na localidade de Brumadinho. Nesse quesito a prefeitura estaria cumprindo o acordado e ontem mesmo iniciou uma intervenção no local, interditando meia pista da rodovia para reparar o piso da mesma.
Quanto a colocação dos redutores e ou lombadas eletrônicas ficou agendado para a próxima segunda-feira, a vinda do Engenheiro do DER MG - do escritório de Coronel  Fabriciano, Nívio P. de Lima para tratarem do assunto.
Segundo os representantes dos moradores caso não seja feito um acordo e os anseios da comunidade seja atendido, novas manifestações, sem aviso prévio, poderão acontecer.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus