Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

25/05/2014 18h32

Operação Constantine prende oito traficantes

Polícia Civil realiza megaoperação de combate ao tráfico de drogas em João Monlevade

Compartilhe

Dando continuidade ao cerco ao tráfico de drogas e outros crimes a Polícia Civil de João Monlevade surpreendeu a “bandidagem” na manhã deste sábado, 24, quando realizou uma mega operação nos bairros Novo Cruzeiro, Estrala D´Álva e Nova Monlevade.

A operação denominada “Constantine”, que significa firmeza em Latim, foi coordenada pelo Delegado Adjunto da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de João Monlevade, Bernardo de Barros Machado e a delegada Carolina de Oliveira Urbano.

A operação contou com a participação de 60 policiais civis das cidades de João Monlevade, Nova Era, São Domingos do Prata, Ponte Nova, Rio Casca, Ipatinga, Manhuaçu e Belo Horizonte e teve inicio às 4h30 da manhã.

Segundo Bernardo de Barros a operação estava sendo planejada há pelo menos quatro meses.

Prisões

Oito pessoas foram presas e seis menores apreendidos. Com elas foram encontrados 72 cartuchos nos calibres .22, .38 e nove .45 de uso exclusivo das forças armadas, além de um revólver calibre .38, um quilo e meio de entorpecentes (cocaína, crack e maconha), cerca de R$5 mil, balança de precisão, vários celulares e uma motocicleta.

Foram presos Carlos Henrique Valentin, o “Cacau”, Walisson Carlos Souza Rodrigues, o “Big Mix”, Thiago Fialho Ornelas, o “China”, Leandro Rodrigues Dutra, “Noé”, esses quatro são acusados de homicídios.

 Também foram presos Rafael Freitas dos Santos, o “Caxotão”, Raylander dos Santos, Walisson Silva Brandino e Lucinéia Romualda de Almeida. Todos eles foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e munições.

Segundo Bernardo de Barros os alvos eram pessoas envolvidas em homicídios, roubo, assalto, porte ilegal de armas e tráfico de drogas. “A Polícia vai intensificar as operações na cidade e nós não vamos deixar o crime respirar. Vamos realizar diversas operações como esta para contribuir para o aumento da sensação e segurança de nossa população. Esse trabalho resultou em quatro meses de investigação e ganhou força após um crime de homicídio que ocorreu no bairro Promorar e três tentativas de homicídio. Um dos presos hoje foi quem executou a vítima deste crime. Apuramos que estes indivíduos praticaram diversos homicídios na cidade, do ano passado para cá. São indivíduos de alta periculosidade, que possui extensa ficha criminal e agora estão presos à disposição da Justiça. Todos os crimes de homicídio que ocorrer na cidade, a Polícia Civil vai investigar para tomar as medidas pertinentes”, disse o delegado.

Todos os crimes de homicídios praticados pelo bando estão relacionados ao tráfico de drogas. “Muitas das vítimas deles foram mortas porque estariam roubando em área de atuação do tráfico e isso eles não aceitam e outros indivíduos que compraram drogas e não pagam. Eles pensavam que iriam colocar terror na cidade, mas a Polícia Civil prontamente deu uma resposta à sociedade, tirando esses elementos de circulação”, completou o Bernardo.

Mandados

Foram cumpridos 21 mandados de Busca e Apreensão, dos quais quatro por prisão, em 21 endereços nos três bairros.

De acordo com a polícia, pelo menos metade dessa quadrilha é de Belo Horizonte e vinham atuando na cidade e região. Leandro Rodrigues chegou a sacar uma arma de fogo calibre .38, durante buscas em sua residência, mas ele foi dominado pelos policiais e preso em flagrante.

Apoio

Moradores apoiaram a operação dos policiais. Uma moradora do Bairro Estrela D’álva, que não quis se identificar, disse que já não aguenta mais a presença de traficantes e usuários de drogas próximo de sua residência, na rua Vereador Braz Gandra. “Eles ficam aqui usando e vendendo drogas a qualquer hora do dia e da noite. Estão de parabéns os policiais, isso tem que acabar. Nós não aguentamos mais”, disse a mulher de 72 anos.

Após a operação, os policias formaram um comboio com 12 viaturas, que chamou a atenção da população por onde passava.

Segundo a Delegada Regional Joyce Carlos da Motta Figueiras, que supervisionou a operação, essa foi a primeira, de uma série de operações que vão ocorrer na cidade. “Essas pessoas vinham sendo investigadas por envolvimentos em tráfico de drogas, homicídios, associação ao tráfico e outros crimes. Foram solicitados os Mandados junto ao Poder Judiciário, que prontamente nos atendeu, e que foram cumpridos nesta manhã. Contamos com apoio de agentes Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) de João Monlevade e do Canil deles, e também policiais de Belo Horizonte com uso do Canil também. Essa operação estava dentro de um projeto nosso, que agora esta documentada pela SEDS. Foram tirados de circulação esses criminosos recorrentes e que estavam sem condenação e esse foi o nosso principal objetivo”, disse a delegada regional.

A operação contou também com a participação dos Delegados Ana Carolina de Freitas e Matheus Fernandes Pereira.

Fonte e Fotos: Bell Silva

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus